Identidade dos Espíritos

Available at Select Retailers

About the author

William Stainton Moses

Nascido em 1839, foi Stainton Moses o escritor que deixou a sua marca mais forte sobre o lado religioso do Espiritismo, até então. Praticante da caridade sem interesse, atendia os pobres e doentes, fazendo curas em sua igreja.
 William Stainton Moses desencarnou em 5 de Setembro de 1892. Segundo Charlton T. Speer, a personalidade de Moses era muito interessante. A força do seu carácter era pouco comum. Nenhum trabalho rejeitava, nenhuma particularidade lhe parecia sem importância quando se tratava de servir à verdade.
 Ainda jovem, tornou-se pastor e, porque tinha alguns conhecimentos de medicina, além de falar da palavra de Deus, também tratava do corpo, tendo ajudado de forma irrepreensível o povoado de Maughold, onde uma epidemia de varíola assolava a cidade. Esgotou-se ao máximo, já que se deslocara para o campo a fim de cuidar de si próprio.
 Era destemido. Não podendo continuar a exercer a função de pastor naquele condado, pela dedicação às vezes desmedida, transferiu-se para Lagton. Mas, ali também não pode manter seu ministério, porque teve agravada uma moléstia de garganta e o médico o proibiu de pregar. Nunca desistiu de lutar. Convalescente, percorreu várias cidades, com amigos, até que permaneceu no velho mosteiro grego do monte Atos.
 Curioso e necessitando de meditação, ficou um longo tempo ali, e mais tarde, recebeu a informação, da parte de Imperator – seu mentor espiritual, de que sua estada naquele mosteiro fora provocada por influência dele, a fim de prepará-lo para a tarefa mediunica, que mais tarde iria executar.
 Mesmo as doenças e privações por que passou deixaram sempre claro que uma força misteriosa dirigia sua Vida. Em 1870, teve seu primeiro contacto com o espiritualismo. A pedido da Sra. Speer, leu para ela a obra de Dale Owen, Debatable Land  (Terra Contestada). A Sra. Speer estava enferma e ele a distraía com a leitura desse livro.